Definição

Relaxamento capilar é o procedimento que promove o alisamento de cabelos ondulados, cacheados e crespos. Por meio da aplicação de uma combinação de distintos produtos químicos, os fios perdem volume e têm sua estrutura natural modificada. Da mesma forma que podem ser alisado completamente, o cabelo também pode apenas ter o frizz característico da raiz diminuído. Tudo depende da forma que o tratamento é seguido e das exigências daquela que optou por utilizá-lo.

 

relaxamento-1

Fonte: pixabay

Diferenças

São muitos os princípios ativos que são acrescidos a uma mistura de substâncias alisantes para o cabelo. Por isso é tão importante confiar no profissional que realizará o procedimento, visto que o mesmo deve conhecer bem a diferença entre cada um desses princípios ativos para poder indicar às clientes qual deles entregará o melhor resultado possível de acordo com suas expectativas. O relaxamento capilar mais conhecido é aquele que possui em sua fórmula tioglicolato de amônia. Também é lembrado por ser o mais caro, graças a sua capacidade de alterar a queratina dos fios, tornando-os mais maleáveis. Por outro lado, o hidróxido de sódio é o mais potente de todos, levando em consideração o seu efeito duradouro. Sua potência está atrelado ao seu pH alcalino, o qual consegue abrir as cutículas capilares para que o produto como um todo consiga penetrar melhor na extensão dos fios. Por fim, o hidróxido de guanidina. Esse é um princípio ativo menos potente, de fato, porém bem menos agressivo que as demais opções.

Contra-indicações e possíveis riscos

Não é aconselhável realizar relaxamento capilar caso você já possua alguma outra química no cabelo. Sobrecarregar os fios com diferentes tratamentos pode resultar em quebra e, consequentemente, em queda também. Mulheres grávidas são igualmente alertadas a não alisar o cabelo durante a gestação, no intuito de não colocar o feto em risco. Assim como todo o procedimento químico, o relaxamento capilar pode ter efeitos indesejados. Entre eles está o surgimento de queimaduras e feridas no couro cabeludo, queda dos fios, ressecamento das pontas e efeito artificial do alisamento.

Cuidados e manutenção

A duração dos efeitos do relaxamento capilar depende de uma série de variáveis, estando entre elas o cuidado que se tem com o cabelo após o procedimento. Hidratar com frequência, por exemplo, impede que os fios fiquem com aparência seca e quebradiça, além de contribuir para o brilho e para o movimento natural. Antes de repetir a aplicação da química, converse com o seu cabeleireiro de confiança para ver se é realmente necessário submeter o cabelo ao impacto do relaxamento capilar.

 

relaxamento-2

Fonte: pixabay

 

Relaxamento Capilar – O que é ? Contra indicações
5 (100%) 4 votes

DEIXE UMA RESPOSTA