É inegável o quanto nós mulheres estamos conquistando a cada dia maiores espaços no meio profissional e social de nossas vidas. Muitas de nós são experts em ser mãe, profissional e esposa. No entanto, esse malabarismo de funções nas nossas vidas têm uma grande influência na carga mental feminina.

Mas afinal o que isso quer dizer? Bem, em geral somos sempre muito atarefadas, possuímos uma rotina agitada e temos muitas responsabilidades. Não é de se negar que o papel feminino é fundamental para manter tudo em ordem e harmonia.

E é aí que entra a carga mental feminina. Dito isso, não precisamos nos aprofundar muito para entender que tanto a carga física como mental para nós mulheres é grande e significativa.

Geralmente, temos muitas responsabilidades em nossa vida. Além é claro de nosso histórico cultural que nos sobrecarrega com tarefas e funções ditas “femininas”. Devemos dia após dia trabalhar, chegar em casa cuidar dos filhos, da casa e ainda arranjamos um tempo para o maridão.

Todavia, o mesmo não ocorre com os homens. Por mais que atualmente muitos se dividem com as tarefas da casa ou com os cuidados com os filhos. Na maioria das vezes isso é visto como uma “ajuda”, sendo que a responsabilidade continua sendo da mulher.

Essa sobrecarga é a principal responsável pelo cansaço, estafa, estresse, depressão e causa de adoecimento da mulher. E embora tudo isso tenha um papel significativo na carga mental feminina, é a pressão dos conceitos e tabus que intensifica tudo isso. Confira o tópico a seguir e descubra como acabar com a carga mental feminina e ser mais feliz.

Como acabar com a carga mental feminina

Em suma, somos responsáveis pelos cuidados com os filhos, com a limpeza e organização do lar, pelo planejamento e execução das refeições e demais atividades que fazem parte da nossa rotina em geral.

Com tudo isso acontecendo, não é à toa que muitas de nós se sentem cansadas e exaustas. E é pensando nisso que criamos este post.

Primeiramente, é importante entender que toda essa carga mental feminina não apareceu do dia para a noite. Por isso, é bom ter em mente que o processo e solução para a melhorar o quadro também não ocorra.

Dito isso, primeiramente precisamos dividir com os nossos parceiros nossa carga mental feminina. E o que isso quer dizer? Bem, simples. Em primeiro lugar devemos dividir as tarefas domesticas mais recorrentes (e não as urgente). Mesmo que para isso temos que ignorar certas coisas.

Além disso, devemos dividir os cuidados com os filhos e nos dedicarmos um tempo para nós mesmas. Sair, se divertir, se ausentar e esquecer de quem esteja em casa. Ah e não vale se culpar por isso. Deixe as instruções com o seu marido e deixe-o cuidar dos filhos, da casa e de sua alimentação. Não se preocupe, eles não vão morrer por ficarem um dia sozinhos.

Essa “inversão” de papeis pode ser confortadora e te dará o alivio necessário para relaxar e ser muito mais feliz. Afinal, quando estamos sobrecarregadas ficamos nervosas e isso interfere no nosso bem-estar físico e mental.

Além de tudo isso, devemos criar nossos filhos sem fortalecer os estereótipos estabelecidos pela sociedade em que vivemos. Desta forma é possível aliviar a carga mental feminina e oferecer aos nossos filhos um mundo mais igualitário.

 

 

Como acabar com a Carga Mental Feminina?
5 (100%) 16 votes