Atualmente, o Jejum Intermitente (JI) tem estado cada vez mais presente quando o assunto é emagrecimento e boa forma. Mas afinal, o que é o jejum intermitente? Bem, o JI é uma técnica que tem como base principal a alternância de momentos de jejum e alimentação. Neste caso, o importante não é qual alimento você deve ou não comer, mas sim de quando é que você deve comer. Desta forma, é possível concluir que o Jejum intermitente não é uma dieta, porém um estilo de alimentação.

Existem diversas maneiras de como fazer o jejum intermitente. Em síntese, o que você precisa fazer inicialmente, é dividir o seu dia ou semana como uma linha de tempo. Nela, você irá determinar o período em que ficará em jejum e o período em que irá se alimentar. Enquanto estiver no período de jejum, você não deve comer nada (ou quase nada). Já durante o período de alimentação, você fica livre para comer quanto quiser.

Protocolos do Jejum Intermitente

Algumas das maneiras (também chamadas de protocolos) mais comumente usadas para a prática do jejum intermitente são:

  • Eat-Stop-Eat: este protocolo consiste em jejuar por até 24 horas, durante uma ou no máximo duas vezes por semana. Popularizado inicialmente por Brad Pilon, é um dos métodos mais utilizados e populares de jejum intermitente. Para fazer, basta realizar uma refeição num dia e só voltar a fazê-la no mesmo horário do dia posterior. Por exemplo, se você tomou café-da-manhã hoje, logo, pulará todas as outras refeições e só tornará a se alimentar no café-da-manhã do dia seguinte. Portanto, a soma do período de jejum seriam as 24horas. Você pode fazer isso com qualquer refeição. Sendo o resultado o mesmo. Bebidas como: água ou chá, estão liberadas. Apenas os alimentos sólidos são proibidos.

O legal deste método, é que você não precisa necessariamente começar com períodos de jejum de 24horas – o que pode se tornar um pesadelo para muitos – você pode começar com um jejum de 12-14horas e ir aumentando gradativamente. Para você que deseja saber como fazer jejum intermitente para emagrecer, o importante é que no período da alimentação, você deva se alimentar normalmente. Nunca tente compensar comendo muito além do que o normal. Além disso, o consumo de bebidas calóricas deve ser evitado.

  • Método 16/8: Por sua vez, este método consiste em ter um período de alimentação de até 8 horas para homens e 10 horas para as mulheres, e um período de jejum de 16 horas para eles e de 14 horas para elas, respectivamente. No período da alimentação, é recomendável que seja uma alimentação saudável e pouco calórica. Você pode fazer quantas refeições desejar nesse período. Já o período de jejum, você pode consumir bebidas como água, chás e cafés, contanto que não possuam muitas calorias. Isso, acaba ajudando na manutenção e administração da fome.
  • Dieta 5/2: Por outro lado, este protocolo tem como característica principal em: você come durante os 5 dias da semana normalmente e restringe o consumo de calorias para um valor bem inferior do que o normal durante os dois dias restantes. Por exemplo, se você escolhe as segundas e quintas-feiras como os dias de restrição, neste dia você poderá consumir no máximo 500 calorias. Por outro lado, nos outros dias da semana o consumo de calorias volta para as 2mil recomendadas diariamente. Essa quantidade pode variar de acordo com o objetivo de cada um.

Benefícios do jejum intermitente

Agora que você já sabe como fazer jejum intermitente, que tal conhecermos os seus principais benefícios?

São inúmeros os benefícios do jejum intermitente, abaixo, listei alguns que com certeza irão te fazer pensar em começar o quanto antes. Confira!

  • Diminui a ansiedade
  • Acelera o metabolismo
  • Ajuda a regular a pressão
  • Ajuda na concentração
  • Emagrece
  • Melhora a parte hormonal
  • Facilita na preparação das refeições
  • Reduz a resistência à insulina
  • Diminui a fome
  • Proporciona maior saciedade
  • Ajuda na reparação celular
  • Reduz inflamações
  • Ajuda na prevenção de algumas doenças como: alguns tipos de cânceres e mal de Alzheimer
  • Reduz o colesterol ruim

Além desses benefícios já citados, o jejum intermitente retarda o envelhecimento, pois a transformação dos alimentos que comemos em energia geram os famosos radicais livres. Estes radicais livres são os responsáveis por causarem erros de funcionamento em nosso DNA. Levando assim ao desenvolvimento de algumas doenças. Jejuar ajuda na redução destes radicais, logo, faz com que nos mantenha mais jovens e saudáveis. Outrora, um dos benefícios curiosos não listado anteriormente, é que o fato de jejuar apura o nosso paladar. Assim, a sensibilidade das nossas papilas gustativas fica mais apurada, portanto, podemos sentir melhor os sabores do doce e do salgado.

O que comer após o jejum intermitente

Após o período de jejum, é necessário repormos as nossas energias. É imprescindível saber que os alimentos consumidos durante o período de alimentação, devem possuir um alto valor nutricional. Dito isso, as refeições feitas após o jejum devem ser equilibradas, compostas principalmente por alimentos do tipo reguladores, energéticos e construtores.    Abaixo iremos destacar melhor, quais alimentos se encaixam nessas categorias. Além, destes alimentos, a inclusão de peixes, nozes, sementes, grãos inteiros e ricos em fibras são recomendados pelos nutricionistas por possuírem alto valor nutricional e por serem ricos em fibras, vitaminas e minerais.

 

 

Os alimentos reguladores são: frutas, verduras e legumes. Já os carboidratos entram na categoria alimentos energéticos. Por sua vez, as proteínas magras, como peixes e alguns cortes de frango, fazem parte dos alimentos construtores.

Além de saber como fazer jejum intermitente, é importante ter em mente, que os efeitos benéficos do jejum intermitente só são bem aproveitados, se os alimentos consumidos durante o período de alimentação possuírem alto valor nutricional. Além, é claro de possuírem quantidades suficientes de fibras, vitaminas e minerais para repor o que o nosso corpo precisa.

Jejum intermitente emagrece

Quando o nosso desejo é o de emagrecer, é fato que uma das dúvidas mais comuns é se aquele meio que escolhemos realmente funciona. E é sobre isso que iremos abordar neste tópico. O jejum intermitente emagrece?

São inúmeros os estudos realizados a respeito. Um dos muitos estudos realizados pelo periódico Journal of the International Society of Sports Nutrition, publicado no ano de 2017. Em suma, sugere que o JI é realmente eficaz para o processo de emagrecimento, utilizando as técnicas de restrição diária de calorias. Pessoas com maior excesso de peso e obesidade são aqueles que demonstraram mais rapidamente os resultados. Porém, estes resultados positivos, variam de acordo com as circunstancias individuais, da quantidade de peso e da capacidade de adaptação do novo adepto. Salienta-se ainda que o jejum intermitente é uma adaptação alimentar e não uma dieta, logo, a adaptação deve ser feita de acordo com cada indivíduo, podendo ser mais longa ou curta, dependendo do caso.

Por outro lado, tratando-se de um estilo de alimentação, são muitas as pessoas que desistem da prática logo nas primeiras semanas. Dada a sua incapacidade de manter o estilo de vida ditado pelo jejum intermitente a longo prazo. Outra coisa capaz de fazer alguém abandonar o JI é que, assim que a pessoa parar de jejuar, pode ser que o peso volte novamente, isso desmotiva o novo adepto que busca resultados mais rápidos e prolongados.

Resultados do jejum intermitente

Depois de todos esses tópicos a respeito de como fazer jejum intermitente, protocolos e benefícios. Chegou a hora de conferirmos alguns dos resultados alcançados por pessoas que fizeram (e que ainda fazem) o jejum intermitente.

  • Rejuvenescimento do organismo
  • Diminuição e/ou extinção da sensação de inchaço e gases
  • Barriga sequinha e sarada
  • Combate à celulite
  • Se seguido a longo prazo, acaba com o temível efeito sanfona
  • Elimina os ricos de problemas cardíacos
  • Combate o mal humor, auxilia na produção de hormônios do bem-estar
  • Aumenta a produção de hormônios do crescimento
  • Nos homens, aumenta a liberação de testosterona no sangue
  • Nas mulheres, ajuda regulando a menstruação
  • Aumenta a massa magra
  • Diminui os níveis de insulina no organismo e se torna mais resistente a elas
  • Metabolismo acelerado
  • Intestino regulado
  • Aumento do sistema imunológico

Todos esses resultados foram observados em pacientes que faziam uso do jejum intermitente durante um tempo, se comparado aos que usufruíam de dietas restritivas.

Por se tratar de uma alteração em sua rotina alimentar, é válido uma consulta com um especialista. Assim, ele poderá te ajudar a escolher o melhor plano de alimentação para atingir o seu objetivo.

Como fazer jejum Intermitente – Benefícios e Resultados (AQUI!)
5 (100%) 13 votes